Evento ressalta a importância da discussão do espaço feminino na produção editorial |Notícia|

Dentro do universo da literatura existem diversos tipos de mulheres. Aquelas que lêem vorazmente e as que têm o próprio ritmo. As que possuem o dom da escrita e fazem disso um trabalho.Também tem as que resenham desde grandes clássicos até obras contemporâneas. E claro, as responsáveis por todo o trabalho no backstage da produção de diversos volumes que encantam leitores durante eras: as editoras.

Com o propósito de discutir sobre o papel da mulher dentro da produção editorial que o coletivo de escritoras Mulheres que Escrevem promoveram, em parceria com a livraria Blooks, em Botafogo, o encontro “Mulheres que Editam”. Além da conversa sobre a preparação de um exemplar até chegar nas mãos do leitor, o encontro buscou trazer um debate entre as mulheres sobre paradoxo das dificuldades em espaço de lideranças masculinas, mesmo sendo preenchido majoritariamente por profissionais mulheres. As convidadas da edição foram Alice Galeffi, da Editora Guarda-chuva; Camilla Savoia, da Revista Blooks; Daiane Cardoso, da Best Seller; Juliana Travassos, do Coletivo Garupa e Marianna Araújo, da Mórula.

Em entrevista ao Bolha Literária, Taís Bravo, colaboradora do Mulheres que Escrevem, afirmou que as raízes dessa desigualdade são mais fundas.

– Tem uma questão história, já que foram homens que escreveram os clássicos justamente pela questão do espaço que as mulheres não tinham. Por isso que temos que debater essa questão. Nós enquanto mulheres devemos perceber que podemos fazer mais coisas, que podemos escrever, ler e editar.

Camilla Savoia afirmou que um dos maiores desafios é desconstruir pensamentos comuns. Apesar do mercado basicamente feminino, a ideia de que sempre existe um homem por trás de trabalhos de grande importância dentro do mercado ainda é comum. Isto se confirma ao olhar para os cargos mais altos de uma editora.

O público, como esperado, era predominantemente feminino. A conversa serviu não só para alertar e colocar em foco os problemas dentro da área, como para empoderar as mulheres que já estão dentro do universo da produção editorial. Liliane Silva é revisora de textos didáticos soube do encontro pelo Facebook. Em entrevista, ela disse que a maior dificuldade ainda é a falta de reconhecimento.

— Como trabalho com revisão, vejo mulheres trabalhando no processo editorial, mas sempre vemos homens a frente, mesmo com a gente fazendo a maior parte do trabalho. É muito importante vermos esse tipo de discussão para nós nos colocarmos mais e sermos incentivadas na profissão.

Fora o combate ao machismo, a preocupação principal das profissionais é preservar a obra do autor. Os recortes precisam ser feitos, mas o cuidado com a fidelidade à mensagem do texto é sempre o mais importante. Segundo Marianna Araújo, da editora Mórula, o privilégio do editor é poder colocar em voga assuntos que passaram desapercebidos por muitos e que acabam valorizando a obra do escritor.

O mundo da literatura acadêmica entrou também foi assunto no debate. Daiane Cardoso, da Best Seller, contou que em sua pesquisa sobre a escritora Carolina Maria de Jesus – autora de 7 livros entre eles Quarto de Despejo (1960) – buscou não procurar por “autores cânones”. Ser fiel às próprias referências que dialogam com a realidade vivida pela autora é, na visão de Daiane, um ato de resistência.

— Temos que buscar as nossas referências. Não só como objeto de estudo, mas quem pensa em literatura de uma forma acadêmica. É temos que colocar o discurso feminista em prática, pensar e criar uma coletividade sobre isso juntas.

O evento “Mulheres que Editam” é o segundo organizado pelo Coletivo Mulheres que Escrevem. No próximo mês, no dia 6 de junho, irá ocorrer um terceiro evento que tem como objetivo discutir a participação feminina na poesia.

Reportagem: Bell Magalhães

Fotos: Bell Magalhães

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s